Desembargador paulista preside dois organismos internacionais de juízes

Representa a Flam e a comissão da UIM.

         Desde abril último à frente da Federação Latino Americana de Magistrados, o desembargador paulista Walter Rocha Barone foi eleito, ontem (17), por aclamação, presidente da 1ª Comissão de Estudos da União Internacional de Magistrados (UIM), na reunião anual realizada em Marrakesh, no Marrocos, que se encerra na data de hoje.

        Segundo o desembargador, que até hoje era o secretário da comissão de estudos, “o grupo trata de temas ligados ao próprio objeto de atuação da UIM, isto é a independência judicial. Neste ano, o tema de discussão foi a crítica desrespeitosa a juízes por políticos e imprensa, em virtude de suas decisões judiciais, e a maneira de responder a esses ataques”.  O tema, no próximo ano, será o “Uso das Redes Sociais por Juízes e Tribunais: Risco ou Liberdade de Expressão?”

        Walter Barone também participou da reunião da UIM como delegado da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), por indicação do presidente Jayme Martins de Oliveira Neto, “a quem agradeço a confiança”, frisa o magistrado paulista que representa o Brasil na Flam e na UIM, dois organismos internacionais. Também participaram do congresso o ministro do Superior Tribunal de Justiça Sidnei Agostinho Beneti (ex-presidente da UIM); o presidente da AMB, Jayme Martins de Oliveira Neto; a presidente do Instituto Paulista de Magistrados (IPAM), Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira e a desembargadora Marcia Regina Dalla Déa Barone.

           

            Comunicação social TJSP – RS (texto) / AP (fotos)

            imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail